Política de exceção

Problema com coronavírus – Todas as viagens internacionais – Boletim 6   

INFORME SOBRE POLÍTICA DE EXCEÇÃO DE VIAGEM   

Problema com coronavírus – Todas as viagens internacionais – Boletim 6

EMITIDO EM:  29 de setembro de 2020, 17h30 ET (horário da costa leste dos EUA)

Atenção: Em vigor a partir de 1.º de janeiro de 2021, a suspensão para isentar a cobrança do imposto sobre transporte dos EUA (US) e do imposto sobre segmento de voo (ZP) emitidos como parte da Lei CARES expirou. Todos os bilhetes emitidos entre 28 de março e 31 de dezembro de 2020 que eram isentos do imposto sobre transporte dos EUA (US) e do imposto sobre segmento de voo (ZP) que precisarem ser reemitidos estarão sujeitos à cobrança desses impostos, se o bilhete se qualificar. Os agentes de viagem precisarão recalcular o itinerário e cobrar os impostos atuais US e ZP, se aplicável. 

NOVIDADE! Agentes de viagem que quiserem determinar qual das isenções ativas da Delta se aplica a um bilhete específico podem usar o Localizador de política de exceção de viagem  da Delta.

Válido para bilhetes emitidos até 17 de abril de 2020

Atenção:

Para todas as viagens a partir de 1.º de outubro de 2020 de/para as Ilhas Virgens dos EUA e Porto Rico, use os termos e condições em Problema com coronavírus - Todas as viagens domésticas nos EUA – Boletim 6. O boletim 6 sobre o problema com coronavírus, todas as viagens internacionais, não incluirá mais viagens de/para as Ilhas Virgens dos EUA e Porto Rico, válido para viagens a partir de 1.º de outubro de 2020.

A Delta Air Lines está ampliando ainda mais sua isenção para atender os clientes que possam ser afetados pelos problemas causados pelo coronavírus.

Emitido em:                                       Estoque de bilhetes DL 006

Aplicável a viagens em:  Delta / Delta Connection / com código DL operado pela KLM / com código KLM operado pela DL / com código AF operado pela DL / com código DL operado pela AF

Aplicável para reacomodação em: Delta / Delta Connection / com código DL operado pela KLM / com código KLM operado pela DL / com código AF operado pela DL / com código DL operado pela AF

Datas de viagem afetadas:           De 25 de fevereiro de 2020 a 31 de março de 2021

Área(s) afetada(s) com as seguintes cidades como origem, destino ou trânsito:

  • Todos os voos internacionais (não incluindo viagens somente dentro dos 50 estados dos EUA ou de/para as Ilhas Virgens dos EUA ou Porto Rico)

Datas aplicáveis

Para viagem de cabine a cabine
A nova viagem deve ter origem até:                             31 de dezembro de 2020

A nova viagem deve ser remarcada no máximo até:                      31 de dezembro de 2020

O bilhete deve ser reemitido até                               : 31 de dezembro de 2020

Para viagem classe a classe
Toda a viagem deve ser concluída até:                          31 de dezembro de 2022

A nova viagem deve ser remarcada no máximo até:                      31 de dezembro de 2022

O bilhete deve ser reemitido até:                                 31 de dezembro de 2022

Códigos de isenção de evento:

  • Use o código de isenção N9R8H para nova reserva de cabine a cabine.
  • Use código de isenção B3Z8F para nova reserva de classe a classe
  • Use o código de isenção K7M6L para dispensar apenas a taxa de alteração, desde que:
    • O novo itinerário seja remarcado/reemitido de acordo com todos os parâmetros desta política.
    • O novo itinerário tenha o preço definido de acordo com as regras e tarifas vigentes no momento.

Documentação necessária para a reemissão

**Atenção a todos os usuários de GDS: As exigências de documentação do PNR agora variam de acordo com o GDS. Verifique os procedimentos abaixo. **

Documentação exigida para usuários do Worldspan (1P), Apollo (1V) e Galileo (1G):

  • Se utilizar o Rapid Reprice:
    • Não adicione o código de isenção; ele será adicionado automaticamente à caixa de endosso.
    • Não é mais necessário documentar o PNR com uma mensagem OSI
  • Se não utilizar o Rapid Reprice, siga as instruções abaixo.

Documentação exigida para usuários do Worldspan (1P), Apollo (1V) e Galileo (1G) quando não estiverem utilizando o Rapid Reprice e para todos os outros usuários GDS:

  • Disposição do código de isenção:
    • O código de isenção deve ser inserido no campo do designador de bilhete (Ticket Designator) se nenhum outro estiver sendo utilizado.
    • Se outro designador de bilhete (Ticket Designator) estiver sendo usado, coloque o código de isenção no campo de tour code.
    • Se o campo de tour code já estiver em uso, coloque o código de isenção no campo de endosso.
  • O PNR deve ser documentado com a seguinte mensagem OSI:
    • OSI DL CHANGES PER CORONAVIRUS INTL 17MAR20

Atenção: As políticas de exceção de viagem DL/AF/KL/AZ/VA podem variar entre as companhias aéreas devido às limitações e circunstâncias operacionais locais (as informações sobre a Air France, Alitalia e Virgin Atlantic e Virgin Australia estão no final deste documento).

Informações sobre a política

A Delta dispensará o pagamento das taxas administrativas de alteração, e os agentes de viagens poderão remarcar e reemitir os bilhetes, desde que as diretrizes abaixo sejam cumpridas:

  1. A viagem não pode ter começado no segmento do voo afetado, e o bilhete não pode ter sido reemitido pela Delta.
  2. Faltam mais de três horas para o primeiro voo de partida.
  3. O passageiro não fez o check-in; caso tenha feito o check-in, o agente de viagens poderá entrar em contato com o Suporte de Vendas da Delta ou a Central de Reservas Delta para obter assistência.
  4. De acordo com esta política (Boletim N.º), somente uma reserva é permitida sem a cobrança de uma taxa de alteração (cobrança de serviço administrativo; Administrative Service Charge, ASC).
  5. Os bilhetes podem ser reemitidos apenas pela agência de viagens que os emitiu.
  6. Bilhetes com tarifa sem comissão ou em lote devem ser encaminhados ao agente emitente original.
  7. Alguns itinerários afetados podem ter sido remarcados e reemitidos de forma proativa. Se for necessário obter assistência para alterações adicionais, entre em contato com a Delta.
  8. Alterações fora dessas diretrizes estão sujeitas às regras de reemissão da tarifa do bilhete emitido. Isso inclui qualquer taxa administrativa ou encargos adicionais aplicáveis.

Alteração de origem/destino

  • Alterações de origem/destino são permitidas e estão sujeitas a encargos adicionais do novo itinerário.  Para a reemissão, considere o valor do(s) cupom(ns) de voo não utilizado(s) e troca para emitir outro bilhete com nova origem ou novo destino pelas tarifas aplicáveis no momento. Cobre eventuais diferenças tarifárias aplicáveis no momento da emissão.
  • A taxa de alteração poderá ser dispensada desde que o bilhete seja reemitido de acordo com as políticas da Delta, o PNR esteja documentado com o OSI ‭(quando exigido pelo GDS)‭ e o código de isenção da taxa de alteração seja aplicado.

Requisitos de estadia mínima/máxima

Os requisitos de estadia mínima/máxima podem ser dispensados nas seguintes circunstâncias:

  • Quando uma mudança ocorrer no primeiro trecho da viagem, a data de retorno poderá ser alterada para manter a duração original da viagem. A viagem de retorno deve ser reservada na classe de serviço original.
  • A taxa de alteração pode ser dispensada, desde que o bilhete seja reemitido de acordo com as políticas da Delta. Além disso, o PNR deve ser documentado com o OSI (quando exigido pelo GDS), e o código de isenção deve ser utilizado e documentado no bilhete, conforme indicado acima.

Classe de reserva válida

Uma nova reserva é permitida, conforme indicado abaixo:

  • Se a nova viagem ocorrer entre 25 de fevereiro e 31 de dezembro de 2020, faça a reserva na mesma classe, caso haja disponibilidade. Se a mesma classe não estiver disponível, a remarcação pode ser feita na próxima classe disponível, inclusive na classe Y para tarifas de Main Cabin, ou na classe mais alta disponível para tarifas/cabines premium, classe P para tarifas Econômica Premium, classe F para tarifas de Primeira Classe e classe J para tarifas da Delta One® (cabine a cabine), se necessário.
    • As diferenças tarifárias e a taxa de alteração serão dispensadas, desde que o bilhete seja reemitido até 31 de dezembro de 2020. Além disso, o PNR deve ser documentado com o OSI (quando exigido pelo GDS) , e o código de isenção deve ser utilizado e documentado no bilhete.
  • Caso a nova viagem tenha início entre 1.º de janeiro de 2021 e 31 de dezembro de 2022, é permitido efetuar a remarcação na mesma classe de serviço originalmente emitida (classe a classe).
    • A diferença de tarifa e a taxa de alteração serão dispensadas, desde que toda a viagem seja concluída e o bilhete seja reemitido até 31 de dezembro de 2022. Além disso, o PNR deve ser documentado com o OSI (quando exigido pelo GDS), e o código de isenção deve ser utilizado e documentado no bilhete.
    • Se a mesma classe não estiver disponível, refaça a reserva na nova classe de serviço. Quaisquer diferenças na tarifa entre o bilhete original e o novo bilhete devem ser cobradas. A taxa de alteração será dispensada, desde que toda a viagem seja concluída e o bilhete seja reemitido até 31 de dezembro de 2022. Além disso, o PNR deve ser documentado com o OSI (quando exigido pelo GDS), e o código de isenção deve ser utilizado e documentado no bilhete.

Se o cliente não puder remarcar ou reemitir seu bilhete dentro do prazo determinado, ele pode cancelar sua reserva e usar o valor na compra de um novo bilhete, desde que toda a viagem seja concluída e o bilhete seja reemitido até 31 de dezembro de 2022. Qualquer diferença de tarifa será aplicada.

  • Não haverá cobrança da taxa de alteração se o cliente concluir toda a viagem e reemitir o bilhete até 31 de dezembro de 2022. Além disso, o PNR deve ser documentado com o OSI (quando exigido pelo GDS), e o código de isenção deve ser utilizado e documentado no bilhete.
  • Observe que, para bilhetes reemitidos após 31 de dezembro de 2022, serão aplicadas as taxas de alteração.

Em voo/desvio

Passageiros em conexão a um dos destinos listados acima ou cujos voos sejam desviados devem tratar diretamente com o aeroporto para remarcar a viagem.

Reembolsos

Se o voo de um passageiro for cancelado devido a esse evento e nenhum outro voo for aceitável, os agentes de viagem poderão reembolsar integralmente o(s) bilhete(s) não utilizado(s) por meio de um processamento ARC/BSP normal.

Documentação necessária para reembolso

O PNR deve ser documentado com a seguinte mensagem OSI:

  • OSI DL REFUNDED PER CORONAVIRUS INTL 17MAR20

Os agentes de viagem também podem usar o formulário Travel Agent Travel Exception Policy Online Refund  (Reembolso on-line por Política de Exceção de Viagem para Agentes de Viagem) para enviar uma solicitação de reembolso nos seguintes casos:

  • Se um bilhete já tiver sido reemitido pela Delta ou se o bilhete tiver sido parcialmente utilizado.
  • Agentes de viagem cujos passageiros entrem em contato com eles diretamente para iniciar o reembolso.

Outras Informações

A Delta continuará monitorando esta isenção por evento e ajustará esta política se for necessário. As alterações serão publicadas no site de agência de viagens profissionais da Delta e em delta.com. Verifique essas fontes com frequência para obter as informações mais atualizadas ou entre em contato com o Suporte de Vendas da Delta ou a Central de Reservas Delta  .

A Política de Exceção de Viagem da Delta pode mudar a qualquer momento, sem aviso prévio.

Informações sobre Parceiros

Cada um de nossos parceiros tem sites de recursos para agentes de viagens acessarem as informações e notícias mais atualizadas. Use os links abaixo para acessar cada site:

* Atenção: É necessário fazer login para acessar estas informações.

 
Durante sua visita ao Delta Professional, recomendamos usar um dos seguintes navegadores compatíveis. Usar um navegador mais antigo ou não compatível pode resultar em uma experiência menos agradável para o usuário.