Política de reserva GDS da Delta   

Todas as reservas nos documentos de viagens da Delta devem estar em conformidade com o contrato de transporte e com todas as regras de tarifa. As diretrizes da política de reserva GDS da Delta são planejadas para estabelecer expectativas claras para os assinantes no que concerne ao uso de um GDS para reservas e emissão de bilhetes com o transporte aéreo da Delta. A importância de aderir às regras de tarifa tem sido enfatizada, já que elas são projetadas para permitir a atribuição de preço e flexibilidade de viagem para todos os clientes. O reforço dessas regras beneficia os clientes, uma vez que isto nos permite oferecer aos passageiros um maior número de assentos com desconto, enquanto reservamos os últimos assentos disponíveis para clientes de negócios.

Nós continuaremos a fornecer informações às nossas agências parceiras para assegurar que todos os usuários GDS adotem medidas consistentes quando estiverem usando os serviços GDS para reservar lugares e emitir bilhetes para clientes Delta. As práticas de GDS que são consideradas uma violação das políticas da Delta serão endereçadas apropriadamente.

Para prevenir tais violações, revise os links abaixo com as regras de reserva e tipos de práticas abusivas de emissão de bilhetes. Sob nenhuma circunstância, o pessoal da Delta ou agentes de viagens indicados pela Delta devem sugerir ou solicitar qualquer tipo de prática abusiva de emissão de bilhetes que violaria as regras de tarifa da Delta.

Diretrizes e política de reserva JV (versão em inglês)

Definições


Taxas administrativas por nota de débito

A Delta/KLM cobrarão cada uma a taxa administrativa de US$ 50 para cada nota de débito emitido.


Emissão consecutiva de passagens

A política da Delta, conforme estabelecida na regra de tarifa 100, proíbe especificamente a prática de emissão consecutiva de passagens, que é definida como segue: A emissão ou uso de cupons de dois ou mais bilhetes emitidos à tarifa de viagem de ida e volta ou a combinação de duas ou mais viagens de ida e volta de começo a fim no mesmo bilhete, para o propósito de evadir as regras aplicáveis de tarifa, tais como a compra adiantada e os requerimentos de estadia mínima.

Os agentes engajados nesta prática são responsabilizados por estas violações e ações apropriadas serão tomadas, incluindo a emissão de notas de débito e, quando apropriado, o cancelamento da nomeação da Delta.


Cancelamento de reservas

Os trechos devem ser cancelados e o inventário liberado imediatamente quando um bilhete não for comprado de acordo com a regra da tarifa ou quando notificado pelo cliente que a viagem já não é mais necessária, o que ocorrer primeiro. O espaço cancelado por um passageiro não deve ser usado por outro cliente mesmo que aquele cliente deseje ter um itinerário idêntico.

Informação de passageiro para voo seguro TSA - Mandato da indústria

Os dados de passageiros para voo seguro são necessários para cada passageiro e trecho. Os PNRs sem um SFPD completo podem ser sujeitos a cancelamento pouco antes das 72 horas do prazo da TSA para fornecer esta informação.


Venda indiscriminada

A venda indiscriminada se refere a qualquer reserva repetida ou cancelada do mesmo itinerário na mesma classe de serviço ou em classes diferentes usando um ou mais nomes de passageiros registrados ou GDSs, incluindo, sem limitações, com a finalidade de manter ou estender os prazos para a emissão de bilhetes, manter o inventário ou atender às exigências de produtividade GDS. A DL exclui dos cálculos de venda indiscriminada todas as atividades geradas na mesma data que a reserva inicial para um trecho que foi criado.


Reivindicar um PNR

A reivindicação de PNR possibilita que agências de viagens assumam o controle de reservas criadas pela Delta para finalidades de emissão de bilhetes em mercados que não são elegíveis para e-ticket. As reservas Delta criadas que são completamente elegíveis para e-ticket serão protegidas e indisponíveis para transferência de controle automático (Requisição) por agências de viagens por meio de seu GDS.

Reservas da Delta, como as que têm mais de 9 passageiros ou aquelas reservadas em categorias de prêmio SkyMiles são seguras e continuam a ser excluídas da funcionalidade de reivindicação.

Se você tiver mais perguntas, contate seu serviço de assistência GDS.


Automação dupla

Um assinante GDS que usa mais de um GDS em seu negócio precisa reservar e emitir um bilhete específico para itinerário de passageiro dentro do mesmo GDS.


Reservas duplicadas

Todas as reservas duplicadas geradas por um único assinante GDS são proibidas, incluindo:

  • Itinerários múltiplos para qualquer número de passageiros com o mesmo nome de passageiro, quer de itinerários idênticos ou não
  • Reservar um ou mais assentos no mesmo voo ou em diferentes voos para o mesmo período de tempo, independente da classe de serviço ou do formato usado para fazer a reserva

Além disso, não é permitido criar uma reserva onde seu uso for logicamente impossível em cada trecho criado em um ou mais PNRs ou GDSs. Você pode ver exemplos de aplicação de taxa relacionada aos trechos duplicados clicando no link na tabela anterior.

Atenção: para garantir que a disponibilidade mais precisa esteja acessível para todos os nossos clientes, a partir de 14 de fevereiro de 2011, a Delta vai cancelar todas as reservas duplicadas assim que elas forem identificadas; o inventário dessas reservas será devolvido para a disponibilidade.

O número SkyMiles é necessário para evitar o cancelamento

A Delta reconhece que existem situações nas quais dois passageiros com o mesmo nome possam estar viajando no mesmo itinerário (ou seja, pai/filho com o mesmo nome) em uma reserva diferente. Mesmo que os bilhetes das reservas tenham sido emitidos, garanta que os passageiros estejam inscritos no SkyMiles e registre o número SkyMiles respectivo de cada passageiro no PNR para evitar o cancelamento.  

Encargos por violação da política 

As violações no valor de US$ 10 agora serão faturadas por trecho e não por passageiro por trecho. Um trecho será faturado a US$ 10 por trecho independentemente de haver um ou mais passageiros no trecho.

Os exemplos abaixo mostram detalhes de como é calculada a taxa de US$ 10 por trecho:

O negrito CANCELLED indica trechos cancelados pela Delta, enquanto o negrito KEPT indica trechos que permanecem ativos no PNR.

Todas as reservas duplicadas geradas por um único assinante GDS são proibidas, incluindo:

  • Itinerários múltiplos para qualquer número de passageiros com o mesmo nome de passageiro, quer de itinerários idênticos ou não
  • Reservar um ou mais assentos no mesmo voo ou em diferentes voos para o mesmo período de tempo, independente da classe de serviço ou do formato usado para fazer a reserva
  • Criar reservas fraudulentas onde é logicamente impossível para a viagem acontecer
  • Criar duplicatas dentro do mesmo PNR ou por meio da criação de múltiplos PNRs
Exemplos de PNRs de trechos duplicados no mesmo PNR: 
Cidades com mais de um aeroporto

1 DL5070Y 02JAN5 ATLJFK HK1 830A 1045A - CANCELLED
2 DL 904Y 02JAN5 ATLLGA HK1 840A 1108A - KEPT
** O passageiro não pode ser confirmado para JFK e para LGA
** Resulta em uma taxa de US$ 10,00 para um trecho duplicado 

Várias datas de voo 

1 DL5070Y 02JAN5 ATLJFK HK2 830A 1045A - CANCELLED
1 DL5070Y 03JAN5 ATLJFK HK2 830A 1045A - KEPT
** O passageiro não pode ser confirmado em vários dias de voo
** Resulta em uma taxa de US$ 10,00 para um trecho duplicado 

Ponto de conexão diferente  

1 DL1094Y 2JAN5 ATLCVG HK4 650A 815A - CANCELLED
2 DL1743Y 2JAN5 CVGLAX HK4 855A 1032A - CANCELLED
3 DL 935Y 2JAN5 ATLLAX HK4 715A 846A - KEPT
** O passageiro não pode ser confirmado em voos diretos e voos de conexão
** Resulta em uma taxa de US$ 20,00 para dois trechos duplicados (ATL-CVG e CVG-LAX)

Trechos sobrepostos

1 DL4630Y 02JAN5 STLATL HK1 948A 1225P - CANCELLED
2 DL4675Y 02JAN5 STLATL HK1 1155A 237P - KEPT
3 DL 82Y 02JAN5 ATLJFK HK1 230P 456P
** O passageiro não pode ser confirmado em vários voos para o mesmo destino
** Resulta em uma taxa de US$ 10,00 para um trecho duplicado (STL-ATL) 

Diferentes classes de serviço

1 DL 904Y 02JAN5 ATLLGA HK1 840A 1108A - CANCELLED
2 DL 904B 02JAN5 ATLLGA HK1 840A 1108A - KEPT
** O passageiro não pode ser confirmado em múltiplas classes de serviço no mesmo voo ou em voos diferentes
** Resulta em uma taxa de US$ 10,00 para um trecho duplicado (ATL-LGA)

 

Exemplos de PNR de trechos duplicados com PNRs com o mesmo número IATA:

O passageiro Smith tem reserva de viagem de ida e volta AMS-JFK no localizador de registro ABCDEF. O passageiro pode não ser confirmado em quaisquer outros PNRs para períodos de tempo circundantes.

Reserva original

LOCALIZADOR DE REGISTRO DL ABCDEF
1. 1SMITH/JOHNMR
SWI1GGHIJKL/XXXX/12345678/AMS
1 DL 81U 09JUN1 AMSJFK HK1 1240P 255P - CANCELLED
2 DL 80U 16JUN1 JFKAMS HK1 900P 1045A¥1 - CANCELLED
HA FAX-OSIDL CTCT Delta Travel Agency 404-123-4567

Datas alternativas de viagem

LOCALIZADOR DE REGISTRO DL GHIJKL
1. 1SMITH/JOHNMR
SWI1GLMNOPQ/XXXX/12345678/AMS
1 DL 81U 10JUN3 AMSJFK SS1 1240P 255P - KEPT
2 DL 80U 17JUN1 JFKAMS SS1 900P 1045A¥1 - KEPT
HA FAX-OSIDL CTCT Delta Travel Agency 404-123-4567
** O passageiro não pode ser confirmado em datas alternativas de viagem enquanto sua reserva original for mantida
** Resulta em uma taxa de US$ 20,00 para dois trechos duplicados (AMS-JFK e JFK-AMS) 

OU

Itinerário alternativo

LOCALIZADOR DE REGISTRO DL MNOPQR ETKT ELEGÍVEL
1. 1SMITH/JOHNMR
SWI1GRSTUVW/XXXX/12345678/AMS
1 DL 81U 09JUN1 AMSJFK HK1 1240P 255P - KEPT
2 ARNK
3 DL 141Y 17JUN3 BRUJFK SS1 1145A 200P - KEPT
** O passageiro não pode ser confirmado no itinerário alternativo enquanto sua reserva original for mantida
** Resulta em uma taxa de US$ 20,00 para dois trechos duplicados (AMS-JFK e JFK-AMS)


Reservas fraudulentas/fictícias

Reservas fraudulentas, fictícias ou especulativas são proibidas. Estas são definidas como reservas inseridas em um GDS independente dos códigos de entrada, usando nomes fictícios ou inventados, sem nenhuma intenção de viajar e que não está diretamente relacionada à solicitação de um passageiro para comprar um bilhete.

Exemplos de tais reservas incluem as reservas que listam o seguinte no PNR:

  • Horário A/B/C
  • Mouse/Mickey
  • Smith/A/B/C
  • Teste/Delta

Além disso, não é permitido criar tais PNRs para segurar ou bloquear reservas devido a uma demanda esperada, indecisão do cliente, ou por qualquer razão incluindo, sem limitação, evadir quaisquer regras de tarifa ou políticas da Delta Air Lines.


Reservas de grupos

Uma reserva em grupo aceitável pode incluir trechos inseridos passivamente em um GDS. Esses trechos passivos precisam corresponder a trechos já existentes no sistema de reserva da Delta. Os trechos passivos só podem ser inseridos no momento e para a emissão do bilhete.

As reservas em grupo feitas em um GDS, que não são relacionadas diretamente a uma solicitação de um cliente e que são canceladas em seguida antes da emissão dos bilhetes são consideradas especulativas. Reservas de grupos feitas de modo a evadir estes procedimentos estão sujeitas a multas e/ou cancelamento pela Delta Air Lines. Isso inclui, sem limitação, criar grupos escondidos por fazer múltiplas pequenas reservas que são intencionadas para um grupo. A Delta proíbe a criação de reservas especulativas e escondidas de grupos.


Trechos inativos

Todos os trechos inativos precisam ser removidos do GDS PNR pelo menos 24 antes do embarque. Trechos inativos incluem aqueles com os códigos de status de HX, NO, UN, UC, SC, TK, US ou WK. Trechos inativos que não são cancelados 24 horas antes da partida estão sujeitos a cobranças da taxa de recuperação de custos da Delta.


Evasão de inventário

A Delta gerencia o inventário com base na origem e destino (O&D). O inventário que estiver disponível em um trecho particular para um O&D pode não estar disponível para outros O&Ds, inclusive no mesmo trecho. A política de reservas da Delta proíbe a criação de reservas com a intenção de violar os controles de gestão de inventário (por exemplo, lógica de declaração de casamento ou controles de jornadas) e/ou para obter inventário de bilhetes para vendas de passagens que a Delta não pretende oferecer para o itinerário de origem e destino (O&D) efetivo do passageiro. Os agentes engajados em evasão do controle de inventário da Delta, Air France, KLM e Alitalia serão responsabilizados por estas violações.


Emissão de bilhete off-shore/transfronteiriço

A estrutura básica de comissões da Delta varia por país. Os agentes de viagens indicados pela Delta não devem, direta ou indiretamente, contornar a estrutura da base da taxa de comissão aplicável da Delta para vendas em um país por cobrar taxas de comissões com bases aplicáveis em outros países, o que inclui o seguinte:

  • Através de estabelecimentos ou uso de um escritório internacional, impressora de bilhete satélite ou transferência eletrônica de dados de emissão de bilhetes
  • Através da partilha ou arranjo de referência com uma agência de viagens em outro país, ou de outro modo

A Delta se reserva o direito de cobrar qualquer valor de base de comissões inapropriadamente retidos e encerrar a autoridade de emitir bilhetes Delta de qualquer agente de viagens indicado pela Delta que participe de práticas contrárias às regras da Delta em relação à sua estrutura de comissão de base.


Trechos passivos

Um trecho passivo aceitável é um trecho inserido em um GDS com a finalidade de emissão de bilhetes. Ele precisa corresponder a uma reserva existente.

Os assinantes GDS precisam requisitar a funcionalidade PNR quando estiver disponível e puder ser usada para emissão de bilhetes em vez de trechos passivos. Não é permitida a criação de trechos passivos quando é possível requisitar um PNR criado pela Delta.

Para melhor controlar os custos e eliminar o abuso associado com o uso de trechos passivos, a Delta participa do aviso de trecho passivo em GDSs que oferece este melhoramento. Isso significa que, sempre que um agente de viagens reservar passivamente um trecho Delta, a Delta recebe uma mensagem de aviso de trecho passivo (PK, PL, PU, PX) no final da transação.

1.       A Delta validará automaticamente cada mensagem de trecho passivo para determinar que o trecho correspondente existe em nossos sistemas de reserva internos.

2.       Se não existir um trecho idêntico dentro do sistema interno da Delta, uma mensagem será enviada de volta ao PNR do GDS, mudando o código de estado do trecho passivo para "NÃO" (Nenhuma ação tomada).

3.       Um SSR também acompanhará o trecho rejeitado declarando que o trecho contendo o passivo não é válido. O(s) trecho(s) passivo(s) pode(m) ser rejeitado(s) pela Delta por uma ou mais das seguintes razões:

  • Itinerário correspondente não encontrado
  • Nome correspondente não encontrado
  • Número correspondente de passageiros não encontrado
  • Classe de serviço correspondente não encontrada
  • Trecho inserido ativamente em lista de espera pela Delta; lista de espera passiva não é permitida.
  • Trecho passivo correspondente recebido anteriormente
  • Agência não tem autoridade para emissão de bilhetes ou está na tabela de vendas recusadas da Delta
  • Não é possível emitir bilhetes para o trecho da forma como foi reservado ou já foram emitidos bilhetes para o trecho

4.       Os padrões da indústria exigem que os trechos passivos sejam usados "para o propósito de emitir bilhete" apenas depois que uma reserva tenha sido feita em um sistema de inventário de uma companhia aérea. A Delta não permite que trechos passivos sejam usados por outras razões incluindo as seguintes:

  • Para atender aos requisitos de produtividade do GDS
  • Para burlar regras de tarifas
  • Para completar funções administrativas

Processo de grupo Premium

Para todas as localizações de pontos de venda dentro e fora dos Estados Unidos (doméstico, dos Estados Unidos e internacional), ao reservar um grupo premium, siga as regras de emissão de bilhetes abaixo:

  • Grupo mínimo – 10 passageiros
  • Sem descontos
  • Condutores de passeios podem ser negociados - Válido apenas para agências
  • Contato do cliente - apenas agência oficial
  • Inventário de reservas para a Delta: Linha principal da Delta
  • O pagamento completo incluirá taxas e sobretaxas aplicáveis no momento da estimativa da tarifa e não é reembolsável
  • Equity não pode ser usada para viagem futura
  • O espaço de alimentação será permitido para destinos domésticos e internacionais  
  • É permitida uma troca de nome gratuita por bilhete 48 horas antes da partida. A agência precisa reemitir o bilhete. 
Processo de grupo Premium
  1. A agência (agindo em nome do cliente) entra em contato com o especialista em experiência do cliente do centro de vendas especializado em grupos (Groups Specialty Sales Center, GSSC) para espaços domésticos e internacionais bloqueados por e-mail: GroupPrem@delta.com.

  2. O pagamento completo deve ser efetuado em até 7 dias úteis após a reserva. Se o pagamento não for recebido, o espaço bloqueado será cancelado.

  3. Uma carta de recomendação, junto com dois formulários descrevendo o pagamento eletrônico e os procedimentos do cartão Equity, serão enviados para a agência por e-mail.

  4. Ao receber o pagamento, a conta Equity será creditada.

  5. A agência controlará a emissão do bilhete e usará o cartão Equity FOP DL.

  6. Os bilhetes devem ser emitidos pelo menos sete dias antes do embarque. Quando a emissão do bilhete for concluída, a agência deverá enviar uma notificação por meio de e-mail para o supervisor de experiência do cliente (Customer Experience Supervisor, CES) do GSSC.
Pós-Reserva

Informações adicionais:

  • Acompanhamentos e perguntas de grupo serão resolvidos pelo supervisor de experiência do cliente (CES) do GSSC.
  • O acréscimo de mais passageiros ao grupo será confirmado sujeito à disponibilidade usando as tarifas aplicáveis no momento da reserva.
  • A agência emitirá seus próprios bilhetes com cartão Equity FOP DL (taxas adicionais e sobretaxas serão de responsabilidade da agência).
  • A agência emitirá seus próprios condutores de passeio aprovados.
  • Uma vez que todos os bilhetes para o grupo tenham sido emitidos (mínimo de sete dias antes do embarque), é responsabilidade da agência informar à mesa do coordenador de atendimento ao consumidor para grupos que a emissão dos bilhetes está completa.
  • Os bilhetes de grupo não são reembolsáveis, mas podem ser reemitidos para viagens futuras. As multas aplicáveis serão aplicadas.
  • O alimentador de espaço é permitido com base no inventário disponível no momento da reserva.
  • Uma vez que espaço tenha sido acrescentado para um grupo inteiro, a agência será avisada a fazer um depósito no valor igual ao da cobrança adicional.
  • É permitida uma troca de nome gratuita por bilhete 48 horas antes da partida. A agência precisa reemitir o bilhete.
Opções de pagamento

Opção de pagamento eletrônico (método preferido) - as contas enviarão o pagamento diretamente à conta da Delta Airlines, Inc. no JP Morgan Chase Bank, N.A. Instruções específicas serão fornecidas por e-mail da estação do CES. Agências não americanas/contas de clientes não podem fazer transferências para pagar por seus grupos.


Exigência de informações de passageiro para voo seguro

O programa para voo seguro da TSA exige que os agentes de viagens informem nome, data de nascimento e sexo do passageiro, e permite um número opcional de correção em relação às listas de observação do governo para voos domésticos e internacionais. PNRs sem informações completas do passageiro para voo seguro podem estar sujeitos a cancelamento, impedimento de bilhetes e possível taxa por violação de reservas.


Solicitação de serviço especial

Ao mudar itinerários em um registro do nome do passageiro (PNR), é necessário solicitar novamente quaisquer pedidos de serviço especial da reserva original. Quando um nome é modificado em um PNR os documentos SST serão removidos do PNR. Isso inclui menores não acompanhados, solicitação de refeições especiais e informação de passageiro para voo seguro. Quando uma mensagem SSR é necessária para apenas uma parte do itinerário, a solicitação de serviço especial precisa ser específica para o voo, e não solicitada para todos os voos Delta.


Teste ou treinamento de PNRs

O modo de treinamento ou os códigos de situação de trecho não passível de cobrança fornecidos pelo GDS devem ser usados em testes de situações ou treinamento de pessoal. Criar PNRs para propósitos de treinamento usando códigos de status de trecho é proibido.


Nome válido exigido

Todas as reservas da Delta Air Lines exigem que o nome de um passageiro seja fornecido e corresponda ao documento de viagem emitido pelo governo e apresentado para a viagem. 

Alterações de nomes inválidos  

Alterações de nome não são permitidas em reservas, exceto quando informadas com a finalidade de corrigir um erro de digitação no nome do passageiro. Contate o centro de apoio de vendas ou um escritório de reservas Delta local para obter assistência com erros de grafia para evitar cancelamentos de espaço.


Lista de espera

Não é permitido lista de espera das classes de serviço B, M, H, Q, K, L, S, U, T, X,V e E na Delta Air Lines.


FAQs – evitando violações da política de reserva e posteriores aplicações da política

Abaixo estão respostas para algumas das perguntas mais frequentemente feitas sobre as violações da política de reserva.

Onde a política de reserva da Delta está publicada?

Existe uma forma de um Usuário GDS evitar taxas?

Como a política de aplicação afeta minha agência?

Como as taxas serão calculadas?

A Política de reserva e aplicação se aplica a reservas em todas as classes de tarifas?

Quando a Delta começou a avaliar taxas sob esta política?

A aplicação da política de reserva se aplica a trechos reservados ou emitidos?

Como serão tratados os itinerários que estão reservados, mas nunca foram emitidos ou cancelados?

A política de reserva e sua aplicação se aplicam a itinerários com voos compartilhados ou entre companhias aéreas?

Como a Delta monitora as práticas de reserva da agência com respeito à atividade GDS?

Quais tipos de transações geram taxas de trechos GDS para a Delta?

É apropriado que os usuários GDS que mantêm mais de um GDS copiem PNRs entre sistemas GDS, mas emitam bilhetes em apenas um sistema?

E quanto aos sistemas automáticos que continuamente procuram por tarifas mais baixas? Se uma tarifa mais baixa for encontrada, o sistema cancelará e fará novamente a reserva para a tarifa mais baixa. Isto tem algum impacto nos custos da Delta?

Se o passageiro não fornece um primeiro nome completo, o PNR está sujeito a cancelamento?

Os usuários GDS podem criar um PNR com trechos passivos para emitir um itinerário ou fatura a um cliente?

E quanto às reservas feitas para tarifas que exigem emissão de bilhete em 24 horas e o passageiro não estiver pronto para comprar o bilhete?

E se um passageiro for incapaz de fornecer um itinerário final para a viagem?

O que é venda indiscriminada? 

É possível alterar um nome em um PNR já reservado?


Onde a política de reserva da Delta está publicada?

A política de reserva da Delta está disponível no website Delta Professional para agência de viagens.


Existe uma forma de um Usuário GDS evitar taxas?

Sim, os usuários GDS podem se assegurar de que não estão se engajando em nenhuma atividade de reserva que viole a  política de reservas da Delta, disponível para visualização no website Delta Professional para agência de viagens.


Como a política de aplicação afeta minha agência?

Todas as agências são obrigadas a cumprir as Políticas e Procedimentos de Reserva da Delta. A Delta auditará atividades de reserva, avaliando os resultados e tomando a ação apropriada quando as violações forem identificadas.


Como as taxas serão calculadas?
 

Violações à Política de reserva

Taxas

 

Taxas administrativas para notas de débito emitidas

Taxa administrativa de US$ 50

Trechos inativos

US$ 3,50 por passageiro, por trecho

Passivos

US$ 3,50 por passageiro, por trecho

Trechos duplicados

US$ 10,00 por trecho

Reservas fraudulentas, falsas ou especulativas

US$ 15,00 por trecho

Alterações de nomes inválidos

US$ 15,00 por trecho

Venda indiscriminada

US$ 3,50 por trecho

Falta de dados do passageiro para voo seguro

US$ 50,00 por nome por PNR

 Evasão de inventário

US$ 100,00 por trecho reservado para PNRs sem bilhete emitido ou US$ 600,00 por passageiro OD para PNRs com bilhete emitido


A Política de reserva e aplicação se aplica a reservas em todas as classes de tarifas?

Sim.


Quando a Delta começou a avaliar taxas sob esta política?

A Delta começou a determinar os valores das taxas para as reservas feitas a partir de 1 de junho de 2008. Entretanto, recentemente a Delta ampliou o escopo da política de reserva para incluir o inventário de evasão que é efetivo para trechos reservados a partir de 1.º de outubro de 2012.  


A aplicação da Política de reserva se aplica a trechos reservados ou emitidos?

A Política se aplica a trechos reservados, independentemente de o itinerário estar emitido ou não.


Como serão tratados os itinerários que estão reservados, mas nunca foram emitidos ou cancelados?

A Política de Reservas e o Cumprimento se aplicam, independentemente de o itinerário ter sido emitido ou não. Qualquer trecho “DL” e “DL*” (ou seja, Delta ou voo compartilhado da Delta) reservado e não cancelado ou não voado é uma perda direta para a Delta e não somente das taxas GDS, mas também perda do inventário. 


A política de reserva e sua aplicação se aplicam a itinerários com voos compartilhados ou entre companhias aéreas?

Sim. A política se aplica a todos os trechos que contêm o código designador de voo da Delta “DL” ou “DL*”. No entanto, a Delta reserva-se o direito de punir violações de reserva sobre vendas de inventários da Air France, KLM ou Alitalia, emitidos sobre o inventário de bilhetes da Delta, se apropriado.


Como a Delta monitora as práticas de reserva da agência com respeito à atividade GDS?

A Delta mantém sistemas de auditoria com a capacidade de avaliar todos as reservas GDS e identificar violações da Política de reserva.


Quais tipos de transações geram taxas de trechos GDS para a Delta?

Os GDSs cobram a Delta por quase todas as atividades de reservas incluindo, sem limitação, transações de venda, passivo, lista de espera, inativo e mudanças de horário.


É apropriado que os usuários GDS que mantêm mais de um GDS copiem PNRs entre sistemas GDS, mas emitam bilhetes em apenas um sistema?

Não, os PNRs não são copiados entre GDSs por qualquer razão.


‬E quanto aos sistemas automáticos que continuamente procuram por tarifas mais baixas? Se uma tarifa mais baixa for encontrada, o sistema cancelará e fará novamente a reserva para a tarifa mais baixa. Isto tem algum impacto nos custos da Delta?

Estamos cientes dos programas que pesquisam as menores tarifas ou assentos alternativos. Esta prática influencia negativamente os custos da Delta e a Delta determinará as taxas em tais instâncias.


Se o passageiro não fornece um primeiro nome completo, o PNR está sujeito a cancelamento?

Sim, os Usuários GDS precisam usar o primeiro nome completo do passageiro. O uso de iniciais em lugar do nome completo do passageiro sujeitará o PNR a análise e finalmente a cancelamento.


Os usuários GDS podem criar um PNR com trechos passivos para emitir um itinerário ou fatura a um cliente?

Não, criar um PNR com trechos passivos para emitir um itinerário para o cliente ou uma fatura é uma violação da Política de reserva da Delta e as violações desta natureza resultarão nas taxas de violação discutidas acima. Contate seu GDS com respeito a práticas de reserva não faturadas.


E quanto às reservas feitas para tarifas que exigem emissão de bilhete em 24 horas e o passageiro não estiver pronto para comprar o bilhete?

Se o passageiro não puder comprar antes do período de validade da emissão de bilhetes com antecedência de 24 para sua emissão, o PNR deve ser cancelado. Isso libera o inventário para a venda a outros clientes que estão prontos para fazer a compra de seus bilhetes. Segurar o inventário além de 24 horas do período de emissão do bilhete é uma violação das políticas de reserva da Delta e prejudica diretamente as companhias aéreas e outros clientes por impedir a venda destes assentos para clientes que estão prontos para comprar.


E se um passageiro for incapaz de fornecer um itinerário final para a viagem?

Os passageiros podem manter uma única reserva sob os termos das regras para tarifas publicadas (ex.: regras de 24 horas para a emissão de bilhetes). Os passageiros não podem segurar espaços duplicados, sobrepostos para o propósito de fazer compras ou de firmar um itinerário (por exemplo, cidade/voo/data/classe de serviço alternados).


O que é venda indiscriminada? 

A venda indiscriminada se refere a qualquer reserva repetida ou cancelada do mesmo itinerário na mesma classe de serviço ou em classes diferentes usando um ou mais nomes de passageiros registrados ou GDSs, incluindo, sem limitações, com a finalidade de manter ou estender os prazos para a emissão de bilhetes, manter o inventário ou atender às exigências de produtividade GDS. A DL exclui dos cálculos de venda indiscriminada todas as atividades geradas na mesma data que a reserva inicial para um trecho que foi criado. 


É possível alterar um nome em um PNR já reservado?

Em geral, a Delta não permite que um nome seja alterado em um PNR existente. O PNR precisaria ser cancelado e uma nova reserva feita usando a atual disponibilidade. Em situações nas quais uma alteração de nome seja autorizada, ela deve ser realizada através do suporte de vendas da Delta ou a central de reservas Delta.

Clique aqui para ver o Aviso da aplicação da política de reserva.


Taxa de recuperação de custos & FAQs

Notificação da taxa de recuperação de custos para reservas Delta nos sistemas Amadeus, Travelport/Galileo, Sabre e Worldspan

Para: Todos os usuários do Amadeus, Travelport/Galileo & Worldspan e Sistemas de distribuição global Sabre (GDS), incluindo, entre outros, todas as agências de viagens acreditadas na Airline Reporting Corporation (ARC), indicadas pela Delta Air Lines, todas as agências acreditadas e fornecedores de serviços de viagem não ARC, todas as agências afiliadas, fornecedores de serviços de viagens e empresas com designação CTD, e todos os assinantes ou usuários do Amadeus, Travelport/Galileo & Worldspan, e GDS Sabre, localizados nos 50 estados dos EUA, no Distrito de Columbia, Porto Rico, Ilhas Virgens americanas (todos esses usuários coletivamente doravante denominados como “Usuários GDS” e todos esses GDS doravante coletivamente denominados como “Provedores de distribuição”).
De: Delta Air Lines, Inc.

Re: taxa de recuperação de custos vigente a partir de 1.º de agosto de 2007 

A partir de 1.º de agosto de 2007, a Delta está implementando uma taxa de recuperação de custos para todos os Usuários GDS (conforme definido acima) que optam por usar produtos de distribuição de custo mais alto dos Provedores de distribuição (conforme definido acima) para fazer as reservas Delta. Será exigido que esses Usuários GDS compartilhem com a Delta os custos aumentados por tais usos. As reservas da Delta incluem todas as reservas que utilizam o código de designação “DL”.

Um dos objetivos da Delta é fornecer seu conteúdo com custo compensador em todos os seus canais de distribuição para suas agências de viagens parceiras e seus clientes corporativos, de maneira que eles possam usar o veículo de sua escolha para vender Delta. As agências de viagens e outros usuários GDS usando os “produtos de reserva preferenciais” da Delta terão acesso ao conteúdo da Delta e serão isentos das Taxas de recuperação de custos.

A Delta reconhece que algumas agências de viagens e outros Usuários GDS podem escolher acessar o conteúdo da Delta por meio do produto de um Provedor de Distribuição que não seja considerado um Produto de reserva preferencial. Esses “Outros produtos de reserva” são mais caros para a Delta e, como tal, os usuários GDS que escolherem usar estes canais para reservar o conteúdo Delta serão cobrados uma taxa de recuperação de custos para ajudar a pagar por estes custos mais altos. Também, em uma data posterior, a Delta pode decidir reter conteúdo para Usuários GDS usando um ou mais destes Outros produtos de reserva.

Abaixo encontram-se descritas as novas políticas e procedimentos da Delta

1. Agências qualificáveis e fornecedores de serviço de viagem

Estas políticas e procedimentos aplicam-se a todas as reservas da Delta feitas a partir de 1.º de agosto de 2007 por usuários de GDS localizados nos 50 estados dos Estados Unidos, Distrito de Colúmbia, Porto Rico e Ilhas Virgens dos EUA.

2. Taxa de recuperação de custos

A taxa a seguir entra em vigor em 1.º de agosto de 2007 (última atualização em 5 de novembro de 2007)

 

Canais de reserva

Produtos

Taxa de recuperação de custos por segmento para as reservas Delta

*Contate a Delta Air Lines ou o GDS para mais informações sobre o produto.

Delta

Produtos de reserva preferenciais

www.delta.com

Programa de Desconto Exclusivo Delta (EDP)

Nenhuma

Sabre

Galileo

Worldspan

Amadeus

Solução de acesso eficiente Sabre

Programa de continuidade de conteúdo Galileo

Super acesso Worldspan

Conteúdo Plus Amadeus

Nenhuma

Sabre

Galileo

Worldspan

Amadeus

Outros produtos de reserva

Todos os outros produtos Sabre, Amadeus, Galileo e Worldspan

$3.50

3. Faturamento e Liquidação

A. Faturamento

a. Reservas qualificadas. Os usuários GDS serão faturados com base nos trechos líquidos dos seus passageiros (incluindo trechos passivos passíveis de serem cobrados) reservados através de Outro Produto de Reserva, usando a informação de reserva fornecida à Delta pelo Provedor de Distribuição aplicável. Por exemplo, se um usuário de GDS utiliza outros produtos de reserva de um Provedor de Distribuição para criar um PNR de 2 trechos para um único passageiro viajando de ATL-LGA-ATL, essa reserva será considerada como dois trechos de passageiro no total. Se a Agência de Viagens cancelar o trecho final do voo (LGA-ATL), a mesma apenas seria cobrada pela criação de um trecho no valor líquido reservado para o passageiro.

b. Períodos de faturamento. Os períodos de faturamento começam no primeiro dia do mês e terminam no último dia do mês. Os períodos relevantes para os propósitos das Taxas de recuperação de custo são: "mês da transação" (ou seja, o mês do calendário para o qual as Taxas de recuperação de custo estão sendo acessadas); o "mês apurado" (ou seja, o mês do calendário seguindo o mês da transação) e o "mês de recebimento" (ou seja, mês do calendário durante o qual a compensação das Taxas de recuperação de custo deve ser paga pelo Usuário GDS).

c. Processo. Geralmente, o faturamento das taxas de reembolso resultantes do uso de Outros produtos de reserva de um Provedor de Distribuição será remetido ao usuário de GDS dentro de 30 dias após a conclusão do mês da transação, em geral, no último ou próximo ao último dia do mês de cobrança. Por exemplo, a fatura para a transação do mês de agosto será enviada no, ou próximo ao, início de outubro.

b. Liquidação

a. Condições de pagamento. O usuário de GDS terá 30 dias, a partir da data da fatura, para efetuar o pagamento integral devido à Delta.

b. Aplicação. Se o pagamento não for recebido dentro de 30 dias a partir da data da fatura, a Delta deduzirá a quantia não paga de qualquer pagamento devido pela Delta para o Usuário GDS, inclusive qualquer incentivo ou pagamentos excedentes. Além disso, falha em pagar constituirá uma violação desta regra de reserva. Se as taxas de recuperação de custos das agências de viagens acreditas da Airlines Reporting Corporation (ARC) indicadas pela Delta Air Lines, permanecerem não pagas ou não resolvidas, a Delta poderá (seguindo o Acordo de relatório de agente ARC e esta regra de reserva), mediante aviso escrito para o usuário DGS, terminar imediatamente a indicação da Delta de tal Usuário GDS e/ou qualquer localização de agência de tal Usuário GDS. Se taxas de recuperação de custo de Assinantes não indicados pela Delta. Para agências não ARC acreditadas, ou outros Usuários GDS que permanecerem não pagos ou não resolvidos, a Delta pode direcionar os Provedores de distribuição a desligar a habilidade de tal Usuário GDS de fazer reservas Delta. Além disso, a Delta poderá adotar outros recursos legais disponíveis.

c. Créditos e exceções. Os créditos só podem ser emitidos quando a Delta determinar que ocorreu um erro de fatura. As notas de crédito serão emitidas para Usuários GDS e tais notas de crédito podem ser enviadas para pagar toda ou uma parte da próxima fatura. Nenhuma outra exceção é reconhecida.

C. Apoio

a. As faturas incluirão informações de contato para assistência com as perguntas do Usuário GDS sobre detalhes de cobrança e potenciais erros de cobrança.

4. Aceitação do assinante

O aceite e a concordância com esses novos termos e condições por parte de cada Usuário GDS é uma exigência para a continuidade da indicação de tal Usuário GDS como agente de viagens Delta e/ou o consentimento da Delta em permitir que tal Usuário GDS faça reservas da Delta pelo GDS, conforme seja o caso.

A continuação das reservas dos serviços e produtos de transporte aéreo da Delta será considerada como aceitação e acordo de cada Usuário GDS a estes novos termos e condições, e a primeira reserva da Delta por cada Usuário GDS, a partir de 1º de agosto de 2007, deverá se constituir em aceitação e acordo.

A Delta reserva-se o direito de modificar ou alterar quaisquer termos e condições aqui definidos, a qualquer momento mediante notificação feita pela Delta.


Quais usuários de GDS estão sujeitos à taxa de recuperação de custos?

Todos os usuários Amadeus, Travelport/Galileo & Worldspan e do Sistema de distribuição global (GDS) Sabre, incluindo, mas não se limitando a, todas as agências de viagens acreditadas na Airline Reporting Corporation (ARC), indicadas pela Delta Air Lines, todas as agências de viagens não ARC acreditadas e fornecedores de serviços de viagens, todas as agências afiliadas, fornecedoras de serviços de viagem e empresas com indicação CTD, e todos os assinantes designados não-Delta ou usuários do Amadeus, Travelport/Galileo & Worldspan e GDS Sabre, localizados dentro dos 50 estados dos EUA, Distrito de Columbia, Porto Rico e as Ilhas Virgens americanas (todos esses usuários são coletivamente aqui referidos como “Usuários GDS”).


Quais GDSs estão sujeitos à taxa de recuperação de custos?

Os GDS são Amadeus, Travelport/Galileo & Worldspan, e Sabre (todos esses GDSs são coletivamente referidos aqui como “Provedores de distribuição”).


Há uma maneira de um Usuário GDS evitar os US$ 3,50 da taxa de recuperação de custos por trecho?
 

Canais de reserva

Produtos

Taxa de recuperação de custos por segmento para as reservas Delta

 

Delta

Produtos de reserva preferenciais

www.delta.com

Programa de Desconto Exclusivo Delta (EDP)

Nenhuma

Sabre

Galileo

Worldspan

Amadeus

Solução de acesso eficiente Sabre

Programa de continuidade de conteúdo Galileo

Super acesso Worldspan

Conteúdo Plus Amadeus

Nenhuma

Sabre

Galileo

Worldspan

Amadeus

Outros produtos de reserva

Todos os outros produtos Sabre, Amadeus, Galileo e Worldspan

$3.50


Se eu pagar os US$ 3,50 da taxa de recuperação de custos por trecho, significa que terei acesso ao "Conteúdo completo" da Delta?

A Delta se reserva o direito de reter o conteúdo destes “Outros produtos de reserva”.


Como minha fatura da taxa de recuperação de custos será calculada?

A fatura da taxa de recuperação de custos total será calculada pela multiplicação por US$ 3,50 do número de trechos líquidos de passageiros reservados pelo Usuário GDS através do Provedor de Distribuição durante o mês.


Como os "trechos líquidos" são calculados?

Os trechos líquidos são a soma total de todos os trechos (incluindo os trechos passivos faturáveis) criados durante o período de cobrança, menos todos os trechos cancelados antes do embarque aplicável do voo.


A taxa de recuperação de custos se aplica a reservas em todas as classes tarifárias?

Sim.


A taxa de recuperação de custos é aplicada aos trechos reservados ou de bilhete emitido?

As taxas se aplicam aos trechos reservados, independente se o bilhete do itinerário foi realmente emitido ou não.


A taxa de recuperação de custos se aplica às alterações nos itinerários?

Sim. A taxa de recuperação de custos se aplicará a todos os trechos líquidos, quer através de um itinerário originado ou modificado. Se uma agência reserva dois trechos e depois cancela um, a taxa de recuperação de custos para a agência seria baseada em um trecho líquido. Se a agência posteriormente reserva mais dois trechos, a taxa de recuperação de custos cobrada à agência seria baseada nos três trechos líquidos reservados.


Como serão tratados os itinerários que estão reservados, mas nunca foram emitidos ou cancelados?

A taxa de recuperação de custos é baseada nas reservas, não nos trechos de bilhetes emitidos; portanto os Usuários GDS serão cobrados uma taxa de recuperação de custos para tais reservas de bilhetes não emitidos e não canceladas.


A taxa de recuperação de custos será aplicada a itinerários de voos compartilhados ou interlinhas?

Sim. O Provedor de Distribuição cobra a Delta por tais trechos que contêm o código de designação de voo “DL” da Delta; portanto, os usuários GDS serão cobrados uma taxa de recuperação de custos para estes trechos.


Se uma reserva é feita em agosto e cancelada em setembro, a agência recebe um crédito?

Sim. A reserva feita em agosto seria incluída no número de trechos líquidos cobrados para o mês de agosto, entretanto, o cancelamento em setembro diminuiria o número de trechos líquidos cobrados para o mês de setembro pela mesma quantidade.


Dúvidas?

Em caso de dúvidas sobre a Política de reservas da Delta ou notas de débito emitidas pela Delta, envia suas perguntas por e-mail para:Bookingpolicy.dl@delta.com.

Clique aqui para ver o Aviso da aplicação da política de reserva

Para questões relativas aos registros de reservas GDS, entre em contato com seu fornecedor GDS

 
Durante sua visita ao Delta Professional, recomendamos usar um dos seguintes navegadores compatíveis. Usar um navegador mais antigo ou não compatível pode resultar em uma experiência menos agradável para o usuário.