Baterias   

Dispositivos auxiliares

A Delta permite que um cliente viaje  com um equipamento auxiliar/equipamento de mobilidade que exija bateria, bem como as baterias sobressalentes para alimentar estes equipamentos. São permitidas como bagagem verificada baterias derramáveis (úmidas) e baterias não derramáveis (gel), desde que:

  • A bateria seja presa de forma segura à cadeira de rodas ou equipamento de auxílio à locomoção

  • A bateria possa ser desconectada e inspecionada visualmente

  • Ao transportar baterias não derramáveis, os conectores devem ser soltos e isolados com fita para evitar curto-circuito
     
  • Baterias em gel não precisam ser desconectadas desde que os terminais da bateria sejam isolados para evitar curto-circuito

Atenção: Se o equipamento de mobilidade não puder ser transportado para dentro da aeronave em posição vertical, as baterias derramáveis (úmidas) deverão ser retiradas e embaladas em embalagem especial fornecida pela Delta.

Aplicam-se restrições adicionais às baterias de íon de lítio e de metal de lítio . Veja as informações abaixo.


Baterias de íon lítio
  • Os passageiros estão autorizados a viajar com baterias de íon de lítio que contenham um máximo de 160 watt-hora por bateria.

    • As baterias de íon de lítio que contenham mais de 160 watt-hora são proibidas em todas as aeronaves de passageiros.
       
  • As baterias de íon de lítio instaladas em um dispositivo eletrônico pessoal podem ser transportadas como bagagem verificada ou bagagem de mão. 

  • As baterias de íon de lítio não instaladas em um dispositivo (sobressalentes) devem estar na bagagem de mão e não mais do que duas (2) baterias sobressalentes entre 100 e 160 watt-hora são permitidas.   

Para mais informações sobre como viajar com baterias, consulte as Dicas de viagem segura do DOT e o arquivo de apoio sobre diretrizes de aceitação.   


Dispositivo de mobilidade alimentado por bateria de íon de lítio

O Departamento de Transportes (Department of Transportation, DOT) exige que a Delta permita que seus clientes viajem com dispositivos de mobilidade alimentados com bateria de íon de lítio dentro das restrições federais apresentadas abaixo. 

  • Para equipamentos considerados dobráveis e com uma bateria que pode ser facilmente removida, os clientes poderão levar como bagagem de mão a bateria do equipamento de mobilidade, bem como duas (2) baterias de reposição que alimentam o equipamento de mobilidade, totalizando três (3) baterias de íon de lítio. 

    • Cada bateria deve ter uma capacidade menor do que 300 watts por hora e conter menos de 25 gramas de lítio.

    • Os terminais da bateria deve ser protegidos contra curto circuito. 

    • A bateria deve ser testada pela UN Parte III, Seção 38.3. 
       
  • Para os auxiliares de locomoção em que a bateria de lítio seja instalada como parte integrante do equipamento, não há limite de tamanho da bateria. A bateria do assistente de mobilidade DEVE estar protegida de danos, o equipamento, “desligado”, e ele deve ser carregado no compartimento de carga.  

Baterias de íon de lítio de reposição

Os passageiros não estão autorizados a embalar baterias de lítio soltas na bagagem verificada. Todas as baterias de lítio de reposição não instaladas em equipamentos elétricos (ou seja, câmeras, filmadoras, aparelhos BlackBerry, telefones celulares, laptops, dispositivos médicos auxiliares etc.) devem ser transportadas como bagagem de mão apenas.

Baterias alcalinas de reposição ainda podem ser transportadas em bagagem verificada e não precisam ser levadas a bordo.

A bagagem de mão do passageiro que for verificada após o portão será considerada uma bagagem verificada, sendo as baterias de lítio de reposição proibidas.

Como transportar adequadamente baterias de lítio de reposição:     

  • Coloque as baterias sobressalentes em sua bagagem de mão.
     
  • Mantenha as baterias sobressalentes na embalagem original para evitar a ativação acidental ou curto-circuito.

  • Se a embalagem original não estiver disponível, isole os terminais das baterias de reposição evitando o contato com os demais metais e baterias.

    • Coloque cada bateria em seu próprio estojo protetor, saco plástico ou pacote.

    • Não permita que uma bateria solta entre em contato com objetos metálicos, como moedas, chaves ou joias.
  • Baterias de lítio soltas devem ter uma fita colocada ao redor dos contatos da bateria para isolar os terminais e prevenir um curto-circuito.

  • Tome cuidado para prevenir esmagamento, perfuração ou demasiada pressão sobre a bateria, já que isso pode causar um curto-circuito interno, resultando em superaquecimento.

Para mais informações sobre como viajar com baterias consulte as Dicas de viagem segura do DOT e as diretrizes de aceitação da Delta.


Dispositivo de transporte pessoal de autoequilíbrio alimentado a bateria de lítio

A Delta Air Lines não aceitará mais dispositivos de transporte pessoal de autoequilíbrio alimentados com baterias de lítio (ou seja, hoverboards). Esses itens serão proibidos como bagagem de mão ou bagagem verificada em todos os voos de conexão da Delta e da linha principal.


Baterias de metal de lítio
  • Os passageiros estão autorizados a viajar com baterias de metal de lítio que contenham um máximo de dois gramas de lítio por bateria.

    • Nenhuma bateria de metal de lítio contendo mais de dois gramas de lítio poderá ser transportada em uma aeronave de passageiros.  
  • As baterias de metal de lítio instaladas em um dispositivo podem ser transportadas como bagagem verificada ou bagagem de mão.   

  • Baterias de metal de lítio não instaladas em um dispositivo (de reposição) são permitidas somente como bagagem de mão.  Medidas protetivas devem ser tomadas para evitar um curto-circuito.  

Para mais informações sobre como viajar com baterias consulte as Dicas de viagem segura do DOT e as diretrizes de aceitação da Delta.

 
Durante sua visita ao Delta Professional, recomendamos usar um dos seguintes navegadores compatíveis. Usar um navegador mais antigo ou não compatível pode resultar em uma experiência menos agradável para o usuário.