Serviços programados da Delta para Cuba – Perguntas frequentes    Atualizado 21 Março 2017

INTRODUÇÃO

Este artigo foi atualizado em janeiro de 2018. Há informações novas disponíveis na seção Políticas de viagem para Cuba. Todas as informações novas são escritas em vermelho e incluem atualizações sobre as informações de bagagem.

A partir de 1.º de dezembro de 2016, a Delta Air Lines começou a voar para Havana, Cuba, com voos partindo de Nova York-JFK, Atlanta e Miami, retomando as operações diárias, com o serviço programado sem escalas para a ilha caribenha pela primeira vez em quase 55 anos.

Conforme os serviços para Cuba avançam, há alterações em todo o setor sobre como os viajantes dos EUA com destino a Cuba fazem reservas para serviços aéreos programados nas companhias aéreas dos EUA, comparados com os serviços de charters históricos a Cuba. A Delta pretende estar à frente em facilitar os negócios para reservar serviços aéreos regulares entre Cuba e os EUA.


Perguntas frequentes

Abaixo estão as perguntas frequentes relacionadas com o novo serviço a Cuba, que serão atualizadas periodicamente conforme o processo evolui, para atender melhor às necessidades dos nossos clientes.

TÓPICO

PERGUNTAS

A.     Voos

1-7

B.      Exigências de Viagem

8-28

C.      SkyMiles

29-33

D.     Agências de viagem

34-43

 

E. Políticas de viagem para Cuba
 
44-45

 

F.       Informações sobre o destino
 
46-55
G.      Nascidos em Cuba e/ou cidadãos de Cuba
56
 

A.      VOOS


1.       De quais cidades os voos da Delta para Cuba partirão?

A Delta Air Lines começará o serviço para Havana, Cuba, neste inverno, saindo de Nova York-JFK, Atlanta e Miami. As conexões estão disponíveis na ampla rede da Delta.1

2.       Quando a Delta deu início aos voos para Cuba?                

Em  1.º de dezembro de 2016, a Delta começou a operar serviços comerciais para Havana.                                                                            

3.       Haverá conexões disponíveis de e para Cuba?
As conexões domésticas estarão disponíveis na ampla rede da Delta. As conexões internacionais provavelmente estarão disponíveis depois que os processos comunicativos estiverem prontos, garantindo que os viajantes estrangeiros para Cuba compreendam e concordem com as restrições jurídicas exclusivas para os EUA aplicáveis a todos os passageiros a bordo das companhias aéreas dos EUA.

4.       Como posso reservar uma viagem para Cuba?

Você pode reservar uma viagem para Cuba por meio de todos os canais GDS, além dos canais diretos (delta.com, celular, reservas, etc.) e em todas as agências de viagem.

5.       Se a viagem de um passageiro começa em outra cidade dos EUA, o passageiro precisará fazer check-in novamente ao chegar ao portão dos EUA para Cuba?

Os passageiros não precisarão fazer check-in novamente para o voo para Cuba; contudo, os passageiros precisarão preencher e entregar o formulário OFAC no portão de embarque se não o fizeram antes eletronicamente*. Os passageiros que não entregarem o formulário OFAC não poderão viajar. Cidadãos não cubanos devem ter um visto para entrar em Cuba. Antes da viagem, os passageiros também podem obter um visto (por exemplo, cartão de turista, visto de negócios etc.) através da Embaixada de Cuba ou de fornecedores terceirizados. Se não for adquirido com antecedência, o viajante precisará adquirir um cartão de turista (visto de entrada para Cuba) por US$ 50 no portão de embarque antes de embarcar. Informações adicionais sobre o processo de aquisição e de apresentação do cartão de turista serão fornecidas quando o processo se desenvolver.

Os viajantes nascidos em Cuba têm exigências diferentes. Consulte a seção “Nascidos em Cuba e/ou cidadãos de Cuba” para obter mais informações.

*O envio eletrônico estará disponível por meio do site delta.com e em Minhas viagens no final de 2016, e estará disponível para check-in nos quiosques de autoatendimento e por celular em 2017. Por meio do processo automatizado, o formulário OFAC pode ser pré-enviado eletronicamente à Delta antes da viagem. Se  um viajante não preencher e entregar o formulário OFAC eletronicamente, ele precisará preencher, assinar e enviar um formulário no portão de embarque. Todos os viajantes devem entregar um formulário OFAC ou não poderão viajar.

6.       Os passageiros poderão ver seus itinerários em Minhas viagens?

Sim, os passageiros poderão ver seus itinerários de voo em Minhas Viagens.

7.       Ao retornarem de Cuba, os passageiros precisam despachar novamente suas bagagens para o destino final ao chegar no portão de entrada dos EUA (Atlanta, Nova York, Miami)?

O mesmo processo para outras viagens internacionais aplica-se para viagens de Cuba. Os passageiros precisarão passar pelas áreas de proteção de fronteira e pela alfândega, retirar suas bagagens, passar pela alfândega dos EUA e despachar novamente suas bagagens para o destino final antes de continuar com seus voos de conexão.

__________________________________________

1Inicialmente, a Delta proibirá conexões internacionais para evitar mal-entendidos sobre as restrições jurídicas dos EUA. Assim que os processos comunicativos estiverem adequados para informar os passageiros estrangeiros sobre as restrições dos EUA, a Delta retirará essas proibições.


VOLTAR AO TOPO

B.      EXIGÊNCIAS DE VIAGEM

8.       Quais são os documentos que os passageiros precisam para viajar para Cuba?

Os seguintes itens são obrigatórios para a viagem a Cuba:

a.       Passaporte: Os passaportes precisam ter validade de seis meses, no mínimo, além da data de retorno de um passageiro a Cuba.

b.      Visto cubano: Ao chegar a Cuba, todos os viajantes (exceto os nascidos em Cuba) dos EUA devem apresentar visto de entrada (por exemplo: cartão de turista, visto de negócios, etc.) conforme exige o governo cubano com base na nacionalidade do viajante. Os cartões de turista estarão disponíveis para compra e serão distribuídos aos passageiros no portão de embarque antes do embarque.

c.       Seguro de assistência médica: Cuba requer que os visitantes obtenham um seguro médico específico para o país e uma apólice temporária será automaticamente incluída no valor da tarifa do passageiro (uma sobretaxa de US$ 25).  Os passageiros devem guardar seus cartões de embarque durante sua estada em Cuba. O cartão de embarque servirá como prova de aquisição da apólice de seguro em casos de necessidade de atendimento médico emergencial durante a viagem.

d.      Formulário OFAC: A legislação dos EUA restringe as viagens a Cuba a determinadas categorias de viagem autorizadas. Cada passageiro precisa entregar um formulário assinado certificando que o passageiro está viajando sob uma das 12 categorias de viagem autorizadas pelo Escritório do Departamento de Tesouro (Office of Foreign Assets Control, OFAC). O viajante é responsável pela qualificação nos termos de uma dessas categorias de viagem.

As 12 categorias de viagem são gerais, mas cada uma requer que os viajantes atendam a determinados critérios. Todas as pessoas que planejem viajar para Cuba devem analisar as restrições legais contidas nos Regulamentos de Controle de Ativos Cubanos da parte 31 do CFR § 515. Links para exigências específicas para cada categoria de viagem são fornecidos abaixo. Mais informações podem ser encontradas em Perguntas frequentes sobre Cuba do Departamento do Tesouro dos EUA.

 

Categorias de viagem OFAC

Link

Visitas familiares

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=068324bdbf52078106ba1cae84f1a635&mc=true&node=se31.3.515_1561&rgn=div8

Negócios oficiais dos EUA, de governos estrangeiros e de determinadas organizações intergovernamentais

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=002773db728358cdf8cb594a773db757&mc=true&node=se31.3.515_1562&rgn=div8

Atividade jornalística

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=db7ed0405936c89cac6cb39bc9a9950b&mc=true&node=se31.3.515_1563&rgn=div8

Pesquisa profissional ou reuniões profissionais

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=e1022ae33d46f60c530d554d2a254040&node=se31.3.515_1564&rgn=div8

Atividades educacionais e intercâmbios entre pessoas

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=e1022ae33d46f60c530d554d2a254040&node=se31.3.515_1565&rgn=div8

Atividades religiosas

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=068324bdbf52078106ba1cae84f1a635&mc=true&node=se31.3.515_1566&rgn=div8

Apresentação pública, clínicas, workshops, competições esportivas e de outro tipo e exposições

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=068324bdbf52078106ba1cae84f1a635&mc=true&node=se31.3.515_1567&rgn=div8

Apoio ao povo cubano

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=068324bdbf52078106ba1cae84f1a635&mc=true&node=se31.3.515_1574&rgn=div8

Projetos humanitários

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=068324bdbf52078106ba1cae84f1a635&mc=true&node=se31.3.515_1575&rgn=div8

Atividades de fundações privadas ou institutos de pesquisas ou educacionais

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=068324bdbf52078106ba1cae84f1a635&mc=true&node=se31.3.515_1576&rgn=div8

Exportação, importação ou transmissão de informações ou de materiais informativos

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=07ab16622c8bc5ff840ebd57d1d38e92&mc=true&node=se31.3.515_1545&rgn=div8

Viagem relacionada com determinadas transações de exportação autorizadas

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=07b6c942b714deb2dee98f945bb674ee&mc=true&node=se31.3.515_1533&rgn=div8

e

http://www.ecfr.gov/cgi-bin/text-idx?SID=160a64fc75f33324dcb35feb870055ff&mc=true&node=se31.3.515_1559&rgn=div8

Consulte o Departamento de Estado dos EUA para obter mais informações e recomendações.

9.       Todos os passageiros precisam  assinar o formulário OFAC?

Sim, todos os passageiros (cidadãos dos EUA ou não) que viajem em uma companhia aérea dos EUA devem assinar a certificação OFAC.

10.       É permitido viajar a Cuba para atividades turísticas?

Não, viagens para atividades turísticas tradicionais estão proibidas. Viagens para Cuba são permitidas somente nas 12 categorias autorizadas pelo OFAC, e os viajantes devem manter um cronograma completo de atividades relacionadas com sua categoria de viagem.

11.       Todos os passageiros devem ter um visto para viajar para Cuba?

Sim. Cuba exige que todos os cidadãos norte-americanos e estrangeiros (exceto os nascidos em Cuba) tenham visto (por exemplo: cartão de turista, visto de negócios etc.) para entrar no país.

12.       Quanto custa um cartão de turista?

Um cartão de turista custa US$ 50.

13.       Por quanto tempo o cartão de turista para Cuba é válido?

Um cartão de turista pode ser usado dentro de 180 dias após sua data de emissão. O cartão de turista é válido para uma única entrada, por um período de até 30 dias.

Na chegada a Cuba, uma parte do cartão de turista fica retida pelas autoridades alfandegárias e a outra parte será coletada no aeroporto, antes do embarque de Cuba.

14.       Há alguma exigência adicional se um passageiro estiver viajando para Cuba a trabalho?

Em vez do cartão de turistas, os passageiros que viajarem a trabalho para Cuba podem solicitar um visto de trabalho que pode ser obtido por meio da Embaixada de Cuba. Qualquer passageiro sem um visto válido precisará comprar um cartão de turista.

Perguntas sobre as exigências para visto de negócios devem ser encaminhadas à Embaixada de Cuba.

15.       Os passageiros precisam de seguro de assistência médica durante a viagem em Cuba?

Sim, Cuba requer que os visitantes obtenham um seguro médico específico para o país e uma apólice temporária será automaticamente incluída no valor da tarifa do passageiro (uma sobretaxa de US$ 25). Os passageiros devem guardar seus cartões de embarque durante sua estada em Cuba. O cartão de embarque servirá como prova de aquisição da apólice de seguro em casos de necessidade de atendimento médico emergencial durante a viagem.

16.       Quanto custa uma apólice de seguro médico temporária específica para Cuba?

O custo de uma apólice de seguro médico temporária é de US$ 25, que será incluído automaticamente no valor da tarifa do passageiro.

17.       Por quanto tempo a apólice de seguro médico temporária para Cuba é válida?

Esses planos de seguro médico temporários são válidos por até 30 dias. Se precisar de uma apólice de seguro médico por mais de 30 dias, apólices complementares podem ser compradas durante a estada em Cuba.

18.   Como um passageiro pode obter um cartão de turista e um seguro médico para viajar a Cuba?

Antes da viagem, os passageiros também podem obter um visto (por exemplo, cartão de turista, visto de negócios etc.) através da Embaixada de Cuba ou de fornecedores terceirizados. Se não for adquirido com antecedência, o viajante precisará adquirir um cartão de turista (visto de entrada para Cuba) por US$ 50 no portão de embarque antes de embarcar.

A Delta também está trabalhando para obter uma solução eletrônica para simplificar o processo para viajantes com destino a Cuba para comprar o cartão de turista cubano antes de viajar. Informações adicionais sobre o processo de aquisição e de apresentação do cartão de turista serão fornecidas quando o processo se desenvolver.

Um seguro médico temporário específico para Cuba será automaticamente incluído no valor da tarifa do passageiro (uma sobretaxa de US$ 25). O cartão de embarque do passageiro serve como prova da aquisição do seguro e deve ser guardado durante a estada do passageiro em Cuba.

19.   Quais formas de pagamento são aceitas para a compra do cartão de turista?

A Delta aceita cartões de crédito e de débito. Os cartões de débito devem apresentar uma bandeira de cartão de crédito para que sejam aceitos.

20.   Menores de idade precisam de um cartão de turista e um seguro médico específico para Cuba para viajar a Cuba?                

Sim. Todos os indivíduos (salvo os nascidos em Cuba) que viajem a Cuba devem ter um visto (por exemplo: cartão de turista etc.) e devem comprar um seguro médico específico para Cuba, independentemente da idade. O custo do seguro médico será cobrado com a tarifa do passageiro (uma sobretaxa de US$ 25).

21.   Quais são os regulamentos do OFAC em relação a Cuba? Como um passageiro é qualificável para obter uma licença OFAC?

O Escritório do Departamento de Tesouro (Office of Foreign Assets Control, OFAC)  autorizou uma licença geral para viajar que se encaixa nas 12 categorias de viagem autorizadas que anteriormente exigiam uma licença específica (ou seja, uma inscrição e uma determinação a cada caso).

Transações relacionadas com viagens são permitidas por licença geral para determinadas viagens relacionadas com as seguintes atividades, sujeitas a critérios e condições específicos em cada categoria de viagem:

  • Visitas familiares
  • Negócios oficiais dos EUA, de governos estrangeiros e de determinadas organizações intergovernamentais
  • Atividade jornalística
  • Pesquisa profissional e reuniões profissionais
  • Atividades educacionais
  • Atividades religiosas
  • Apresentação pública, clínicas, workshops, competições esportivas e de outro tipo e exposições
  • Apoio ao povo cubano
  • Projetos humanitários
  • Atividades de fundações privadas ou institutos de pesquisas ou educacionais
  • Exportação, importação ou transmissão de informações ou de materiais informativos
  • Determinadas transações de exportação autorizadas.

Para mais informações sobre os regulamentos do OFAC sobre Cuba e as diretrizes para a licença OFAC, consulte o Departamento do Tesouro dos EUA.  Mais informações podem ser encontradas em Perguntas frequentes sobre Cuba do Departamento do Tesouro dos EUA.

22.   Quem precisa entregar um formulário OFAC?

Qualquer viajante (inclusive portadores de passaportes dos EUA e estrangeiros) que viajem com uma companhia aérea dos EUA para Cuba precisa assinar e entregar um formulário OFAC antes de viajar.

23.   Como um passageiro pode preencher e entregar o formulário OFAC?

A Delta está trabalhando para encontrar uma solução eletrônica para simplificar o processo para viajantes com destino a Cuba entregarem seus formulários OFAC assinados à Delta. O envio eletrônico estará disponível pelo site delta.com, pelo check-in on-line e na seção Minhas Viagens em fevereiro de 2017. No segundo trimestre de 2017, os clientes também poderão enviar eletronicamente via quiosques de aeroporto. Estas melhorias permitirão que os clientes enviem previamente, por e-mail, a certificação da OFAC para a Delta antes de viajar.

Até que o processo automatizado seja totalmente implementado, a Delta fornecerá um formulário de papel no portão de embarque para que o viajante preencha, assine e entregue. Todos os viajantes devem entregar um formulário OFAC ou não poderão viajar.

24.  Os passageiros precisam provar o motivo selecionado da viagem na certificação OFAC para a Delta Air Lines?

Não, a Delta Air Lines só requer que os passageiros preencham e assinem o formulário, que a Delta guardará por cinco anos, conforme exigido pela legislação dos EUA. O passageiro em viagem é responsável por garantir que está qualificado para o motivo selecionado no formulário OFAC.

25.   Onde posso saber mais?

Há várias considerações para uma viagem a Cuba. Tenha em mente quaisquer exigências ou documentação adicional que o viajante possa precisar ter. Mantenha-se atualizado sobre qualquer exigência de viagem nova ou adicional. Informações de viagem adicionais podem ser encontradas nos sites dos governos de Cuba e dos EUA:

26.   Há alguma restrição para cidadãos estrangeiros viajarem a Cuba saindo dos EUA?
Estrangeiros que viajem a Cuba saindo dos Estados Unidos, conforme requerido pela legislação dos EUA, precisam estar em conformidade com as mesmas exigências que os cidadãos dos EUA. Todos os passageiros que viajem em companhias aéreas dos EUA só podem viajar a Cuba para uma das 12 categorias de viagem autorizadas pelo OFAC. Todos os passageiros, inclusive os estrangeiros, deverão certificar que o seu motivo de viagem está incluído em uma das 12 categorias autorizadas pelo OFAC. Uma viagem de lazer está atualmente proibida a partir dos EUA e, portanto, não é uma das categorias do OFAC. Estrangeiros que viajem a Cuba por motivo de turismo não devem fazer suas reservas com uma companhia aérea dos EUA.

Inicialmente, a Delta restringirá o tráfego de conexão internacional de voos de/para Cuba para evitar qualquer problema de comunicação potencial com respeito às restrições jurídicas dos EUA. Depois que as operações para Cuba pela Delta estiverem estabelecidas de forma satisfatória e os processos comunicativos para viajantes estrangeiros estiverem prontos e verificados, a Delta retirará as restrições de conexão internacional.

Além disso, todos os viajantes que viajem em companhias aéreas dos EUA precisarão comprar um seguro médico do ESICUBA (o fornecedor de seguro do governo de Cuba), que será vendido como parte do valor do bilhete. Se o cidadão estrangeiro tiver um seguro médico válido em Cuba, pode solicitar um reembolso diretamente com o ESICUBA. A Delta não emite reembolsos para seguro médico cubano.

Viajantes sem documento de viagem válido para entrar em Cuba (por exemplo, cartão de turista, visto de negócios, passaporte cubano, etc.) também precisarão obter um visto ou cartão de turista, exceto os cidadãos cubanos ou cidadãos com dupla nacionalidade nascidos em Cuba. A Delta disponibilizará cartões de turista para compra nos portões de embarque dos EUA antes do embarque no dia da partida.

27.   O que preciso saber sobre o embarque em Cuba?
Ao embarcar em Cuba, você precisará apresentar seu passaporte, seu cartão de embarque do voo de partida e a outra metade do seu cartão de turista para as autoridades alfandegárias cubanas. Você não poderá sair de Cuba sem apresentar a outra metade do cartão.

VOLTAR AO TOPO

C.      SKYMILES

28.   Se um passageiro for membro SkyMiles®, ele pode ganhar milhas com viagens a Cuba?

Os membros SkyMiles podem ganhar milhas em voos operados pela Delta a Cuba. Contudo, viajar para Cuba em voos operados por parceiros não permite o acúmulo de milhas.

Observe que os passageiros ganham milhas pela tarifa básica e pelas sobretaxas impostas pela companhia aérea, mas não pelos impostos e taxas.

29.   Um passageiro pode usar milhas, Milhas + Dinheiro, eCertificates da Delta, vales-presente da Delta ou vales-presente de brindes eletrônicos para reservar uma viagem a Cuba?

Os passageiros podem usar milhas, Milhas + Dinheiro, eCertificates da Delta, vales-presente da Delta e vales-presente de brindes eletrônicos para reservar uma viagem a Cuba somente nos voos operados pela Delta.

30.   Há disponibilidade para upgrades gratuitos Medallion®?

Os upgrades gratuitos Medallion estão disponíveis nos voos operados pela Delta para Cuba. Os voos operados por parceiros para Cuba não são elegíveis para upgrade gratuito.

31.   Os prêmios de upgrade de milhagem estão disponíveis?

Os prêmios de upgrade de milhagem para os membros SkyMiles estão disponíveis nos voos operados pela Delta para Cuba. Os voos operados por parceiros para Cuba não são elegíveis para os prêmios de upgrade de milhagem.

32.   Os passageiros receberão todos os benefícios Medallion nas viagens de e para Cuba?

Os membros Medallion receberão certos benefícios, como upgrades gratuitos, bônus de milhagem Medallion e assentos preferenciais gratuitos em viagens de e para Cuba.

Quando nos aproximarmos do embarque, forneceremos mais informações sobre todos os benefícios que estarão disponíveis aos membros Medallion que viajem de e para Cuba.
 

VOLTAR AO TOPO

D.      AGÊNCIAS DE VIAGEM

33.       Como posso reservar uma viagem para Cuba?

As agências de viagem podem reservar viagens a Cuba pelos seguintes processos de ativação GDS específicos, conforme detalhado abaixo:

  • As agências Travelport nos EUA (Apollo e& Worldspan), após ativação, podem reservar viagens aéreas de acordo com os termos de um adendo aos seus acordos com a Travelport.  Para mais informações, entre em contato com o seu representante Travelport.  Observação:  As agências Galileo estão localizadas fora dos EUA e atualmente fazem reservas para Cuba a partir de destinos fora dos EUA.

  • As agências Amadeus que usam a plataforma de vendas Amadeus e a plataforma de vendas Amadeus Connect, nos EUA e nos territórios dos EUA (Porto Rico, Guam, Ilhas Virgens dos EUA, Ilhas Marianas do Norte, Ilhas Menores Distantes dos EUA/Caribe, e Samoa Americana) podem fazer reservas para Cuba.  Entre em contato com seu gerente de conta para verificar como sua agência pode desbloquear o acesso. O acesso a este conteúdo não é ativado automaticamente.

  • As agências de viagem Sabre podem vender para Cuba através do download do aplicativo Cuba Traveler Certification Red em seu ambiente de trabalho Sabre Red.  Entre em contato com a Sabre para obter informações adicionais.

34.        Os trechos da Delta podem ser combinados com os de outra companhia aérea (other airline, OA)?

A partir de 30 de novembro de 2016, a Delta inibirá a venda de bilhetes emitidos no estoque de bilhetes 006 da Delta para itinerários de outra companhia aérea (OA) ou de várias companhias aéreas que incluam Cuba, quando a Delta não for a companhia aérea operadora de/para Cuba.

35.       Há alguma exigência de viagem para viajar a Cuba?

Sim. Veja a seção “Exigências de viagem” para obter mais informações sobre a documentação que um passageiro precisará para viajar a Cuba.

36.       A Delta coletará e guardará um formulário OFAC de cada viajante?

Sim, a Delta coletará e guardará o formulário OFAC assinado do passageiro em seus arquivos durante cinco anos, conforme exigido por lei pelos EUA.

37.       Uma SSR com a RFTV (motivo de viagem) do passageiro é suficiente para o formulário OFAC?

Não. As leis dos EUA exigem que os viajantes assinem e entreguem um formulário OFAC antes de viajar. Listar a categoria de viagem em uma SSR não constitui em certificação nem está de acordo com as exigências do OFAC.

38.       Além da Delta, a agência de viagem deve guardar um formulário OFAC de cada viajante?

Consulte o departamento jurídico de sua empresa para saber sobre a política da empresa para coleta e retenção do formulário OFAC.

39.       Há outras licenças ou exceções para as 12 categorias OFAC que um passageiro deva apresentar como uma autorização para a viagem?

Sim, alguns passageiros podem ter uma licença específica, emitida pelo OFAC, que permite viajar fora das 12 categorias gerais autorizadas para viagem. Além disso, os cidadãos cubanos que estejam voltando a Cuba estão autorizados pela licença geral a viajarem a Cuba.

40.       Há outras exigências importantes para os passageiros que viajarem a Cuba?

Sim. Informações completas sobre o passageiro, inclusive, sem limitação, telefones e endereços de e-mail, precisam constar na reserva (PNR). Estas informações de contato são importantes caso a Delta precise entrar em contato com os passageiros sobre sua viagem de/para Cuba.

41.       Como a inclusão de serviços a Cuba afeta meu contrato e meus incentivos com a Delta?

Entre em contato com seu executivo de conta de vendas para obter informações adicionais sobre o programa para Cuba.

42.       Meus passageiros receberão benefícios prioritários através de programas como o Delta Edge?

Quando nos aproximarmos do embarque, forneceremos mais informações sobre os benefícios e os programas que estarão disponíveis para viajar de e para Cuba.


VOLTAR AO TOPO

E.      POLÍTICAS DE VIAGEM PARA CUBA

43.        Quais são as franquias de bagagem específicas para viajar a Cuba?

Acesse o site delta.com para encontrar informações sobre as franquias de bagagem para viajar a Cuba.

44.       Há alguma restrição de peso para despachar malas a Cuba?

Acesse o site delta.com para encontrar informações adicionais sobre bagagem para viajar a Cuba.

VOLTAR AO TOPO

F.       INFORMAÇÕES SOBRE O DESTINO

45.       Que tipo de tomada é usada em Cuba?

A maior parte de Cuba tem 110 volts de tensão com as tomadas americanas padronizadas com dois ou três pinos. Contudo, alguns hotéis e resorts mais novos usam 220 volts de tensão e só aceitam as tomadas europeias com dois pinos redondos.

Os viajantes devem trazer aparelhos pessoais classificados para a tensão de 110 volts, com tomadas ou conversores estilo EUA, e levar um adaptador de três a dois pinos para qualquer aparelho que tenha um plugue de três pinos.

46.       O que posso trazer de Cuba?

Os viajantes dos EUA podem trazer até US$ 400 em mercadorias adquiridas em Cuba. Contudo, os viajantes não podem trazer mais do que US$ 100 em bebidas alcoólicas e/ou produtos derivados de tabaco, somente para uso pessoal.

47.       Posso trazer charutos de origem cubana e/ou rum de origem cubana ou outras bebidas alcoólicas aos EUA quando voltar?

Os viajantes dos EUA podem comprar bebidas alcoólicas e produtos derivados de tabaco enquanto estiverem em Cuba para consumo pessoal enquanto estiverem lá.

Além disso, os viajantes dos EUA podem voltar aos Estados Unidos com até US$ 100 em bebidas alcoólicas e/ou produtos derivados de tabaco somente para uso pessoal.

48.       Precisarei tomar alguma vacina antes da minha viagem?

Consulte o Centro de Controle e Prevenção de Doenças para obter as informações e recomendações mais atualizadas.

49.       As viagens para Cuba são seguras?

Consulte o Departamento de Estado dos EUA para obter mais informações e recomendações mais atualizadas.

50.       Que moeda é usada em Cuba?

Cuba usa o peso conversível (CUC) e os pesos cubanos (“moneda nacional”, abreviados como CUP ou MN). Os pesos cubanos conversíveis (CUC) são a moeda principal usada pelos visitantes em Cuba. Os dólares dos EUA (US$) não são aceitos em Cuba.

É possível trocar dinheiro em Cuba nas Cadecas (casas de câmbio), localizadas nos aeroportos e hotéis. A conversão está atualmente em US$ 1,00 (US$) por 1,00 peso conversível cubano (CUC). Contudo, note que as cobranças de serviço podem ser altas (em torno de 13%) ao trocar dólares por CUC, e às vezes outras moedas oferecem um câmbio melhor.

Apesar das duas moedas serem conhecidas como “pesos”, o peso cubano (CUP) não é amplamente usado por visitantes e tem uma taxa de câmbio diferente. A taxa de câmbio atual está em cerca de 25 CUP por 1 CUC, então os viajantes devem ficar atentos ao tipo de peso que estão usando nas transações.

51.       Os cartões de crédito, débito e de caixa eletrônico são aceitos em Cuba?

Com poucas exceções, os cartões de crédito, débito e de caixa eletrônico emitidos pelos bancos dos EUA ainda não são aceitos em Cuba. Os passageiros devem chegar a Cuba com dinheiro suficiente para pagar todas as suas despesas durante a viagem, incluindo hotéis, refeições e quaisquer excursões previstas.

52.       Quem os passageiros podem procurar se perderem seus passaportes em Cuba?

Os passageiros podem entrar em contato pelo site: https://cu.usembassy.gov/u-s-citizen-services/emergency-contact/ pelo telefone +53 (7) 839-4100 ou enviando um e-mail para ACSHavana@state.gov.

Para emergências envolvendo os cidadãos dos EUA quando a Unidade de atendimento ao cidadão dos EUA estiver fechada ou após o horário comercial (somente para cidadãos dos EUA), os passageiros devem ligar para a mesa telefônica central pelo telefone +53 (7) 839-4100 e discar 1 para falar com o operador de emergências.

53.       A água para beber é segura em Cuba?

Consulte o Centro de Controle e Prevenção de Doenças para obter as informações e recomendações mais atualizadas.

54.   Há quartos e instalações especiais disponíveis para passageiros com deficiência em Cuba?

Poucos hotéis têm instalações preparadas para viajantes com deficiência, e o transporte público e privado não está equipado para atender a esses viajantes.

Passageiros com deficiência devem buscar recursos e instalações equipadas para atender às suas necessidades antes de viajar a Cuba.

  • A Asociación Cubana de Limitados Físicos-Motores (Associação Cubana de Deficientes Físicos), Calle 6 nº N.º 106, entre Avenidas 1 e 3, Miramar, Havana (tel.: 7-209-3099; www.aclifim.sld.cu), é uma organização cubana encarregada de assegurar a acessibilidade e fazer lobby em favor de direitos. A associação é integrante do Disabled Peoples' International (DPI) e talvez seja o melhor contato para viajantes com deficiências em Cuba.

  • The Society for Accessible Travel & Hospitality (tel. 212-447-7284; www.sath.org) oferece uma variedade de recursos de viagem para qualquer tipo de deficiência e oferece recomendações sobre destinos, guias de acesso, agentes de viagens, operadores turísticos, locação de carros e serviços de acompanhante.

VOLTAR AO TOPO

G.       NASCIDOS EM CUBA E/OU CIDADÃOS DE CUBA

55.       Há requisitos adicionais para os viajantes cubanos que viajem a Cuba?

Sim, há requisitos adicionais para os viajantes cubanos que viajem a Cuba.

O governo cubano exige dupla cidadania para que cidadãos que saíram de Cuba após 1º de janeiro de 1971 entrem e saiam de Cuba usando um passaporte cubano. Usar um passaporte cubano para esse objetivo não coloca em risco a cidadania dos EUA. Contudo, tais pessoas devem usar seus passaportes dos EUA para entrar e sair dos Estados Unidos. Cidadãos com dupla cidadania que saíram de Cuba antes de 1º de janeiro de 1971 podem viajar a Cuba com seus passaportes dos EUA mas precisam solicitar um visto HE-11 à Embaixada de Cuba.

 Note que as pessoas nascidas em Cuba que saíram do país a partir de 1.º de janeiro de 1971 devem ter a permissão de entrada em seus passaportes cubanos ou outro tipo de visto (por exemplo: visto H1) emitido pela Embaixada de Cuba.

Os cidadãos cubanos que estejam voltando a Cuba (dentro de um período de 24 meses após a data da viagem aos EUA) devem mostrar a data carimbada no passaporte cubano na qual viajaram aos EUA e/ou a "“tarjeta de embarque/desembarque”. Se o período de 24 meses venceu, a pessoa precisará de uma "“Habilitación” ou outro tipo de permissão de entrada.

 

VOLTAR AO TOPO

 

 
Durante sua visita ao Delta Professional, recomendamos usar um dos seguintes navegadores compatíveis. Usar um navegador mais antigo ou não compatível pode resultar em uma experiência menos agradável para o usuário.